Teoria da relatividade

image_pdfimage_print

Post (0147)

Albert Einstein nasceu na Alemanha em 14 de março de 1879, era de origem judia, naturalizado suíço. Foi físico e matemático e até hoje é conhecido pela sua genialidade. Com sua Teoria da Relatividade mudou o pensamento da humanidade a respeito de tempo e espaço. Em meados de 1905, o Físico alemão, até então um simples funcionário público do departamento de patentes, talvez por este motivo é que tinha tempo de ficar pensando em coisas relativas, começou a ter ideias bastante avançadas para a sua época, mas isto é outra história.

 

“ Estava ele em vista ao Instituto Oswaldo Cruz no Rio de Janeiro em 1925, quando um estudante cego aproximo-se e disse:

– Não deixei de ouvir que o senhor é o pai da Teoria da relatividade, eu já li sobre ela mas nunca entendi bolunfas porque as palavras são muito difíceis e ninguém a conseguiu me explicar em palavras simples, pelo amor de Deus, tente.
– Meu rapaz, realmente é bastante complicado, mas vou tentar.
– A lei da relatividade tem tudo haver com a velocidade da luz.
– Sim, velocidade eu sei o que é, pois apesar de minha deficiência eu me desloco bem rapidinho, mas luz eu não sei o que é.
– Luz é o contrário da escuridão o que você sabe muito bem o que é e em última análise é o que nos permite ver as cores das coisas.
– Ver eu não posso, coisa eu sei o que é, visto que eu a imaginei, mas cor, o que é cor ? Sou cego !
– Cor é o que faz, pela incidência da luz, o Cisne parecer branco.
– Há!! Agora complicou ! Já falamos sobre a luz e cor, mas Cisne ?
– Cisne é um animal da natureza… É uma ave.
– Bom disse o cego, finalmente , ave eu sei o que é, já comi algumas, mas Cisne ?
– Como vou te explicar? Já sei, o Cisne é uma ave um pouco maior que uma galinha, parece-se com um pato mas tem o pescoço curvo como o cabo de sua bengala.
O cego então passou lentamente a mão sobre a sua bengala contornando a parte curva de seu cabo e agradecido falou:
– Obrigado, senhor, disse ao afastar-se, finalmente entendi o que é teoria da relatividade. ”

Esta história aqui narrada eu escutei, era mais ou menos assim, não me lembro onde, há muito tempo, hoje a publico. Albert Einstein poderia também ter respondido desta forma:

“Esta teoria simplesmente diz que tudo é relativo, diz que no universo todo não há o absoluto. Tudo o que você fala, cita, demonstra, tem que ser relacionado a algo, do contrário não teria sentido. O único referencial absoluto é a velocidade da luz, que seria fixa em relação a tudo.O meu trabalho baseou-se em dois axiomas: Um foi a ideia de Galileu de que as leis da natureza são as mesmas para todos os observadores que se movem a uma velocidade constante relativamente uns aos outros; O outro, a ideia de que a  velocidade da luz é a mesma para todos os observadores, sacou meu rapaz ?”

NG Canela – Outubro de 2011

Sobre Norberto Geraldi

Residente em Canela / RS / Brasil - Aniversário 16 julho - Brasileiro - Casado
Esta entrada foi publicada em -Histórias, N.Geraldi. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *