Falar mal dos políticos?

image_pdfimage_print

Post (263)

– Sim, existe na América Latina uma republiqueta onde seus habitantes gostam de falar mal de seus políticos, e com razão, afinal estão falando de gente com imunidade parlamentar, ocupando cargos cujo único requisito prévio é ser levemente alfabetizado. E mais, estes políticos não precisam fazer qualquer tipo de teste para ocupar um cargo público, seja o teste Voight-Kampff [1] , seja o de Turing [2], seja o do Pezinho[3]. E ganham os maiores salários da república – é certo isto?

Sem título

[1] O teste Voight-Kampff é um teste científico e psicológico fictício citado no livro de ficção científica Do Androids Dream of Electric Sheep?, de Philip K. Dick, e encenado no filme Blade Runner (1982). Nele, o interrogador faz séries de perguntas e o entrevistado responde. Segundo o filme “Blade Runner” são necessárias 30 perguntas para que se tenha o resultado: “é ou não é um Replicante.”

[2]O Teste de Turing testa a capacidade de uma máquina exibir comportamento inteligente equivalente a um ser humano. No exemplo ilustrativo original, um julgador humano entra em uma conversa, em linguagem natural, com outro humano e uma máquina projetada para produzir respostas indistinguíveis de outro ser humano. Todos os participantes estão separados um dos outros. Se o juiz não for capaz de distinguir com segurança a máquina do humano, diz-se que a máquina passou no teste. O teste não verifica a capacidade de dar respostas corretas para as perguntas; mas sim o quão próximas as respostas são das respostas dados por um ser humano típico.

[3]O teste do pezinho, é um dos exames mais importantes na hora de detectar irregularidades na saúde da criança.

Texto inspirado em um publicado no site MeioBit.

Sobre Norberto Geraldi

Residente em Canela / RS / Brasil - Aniversário 16 julho - Brasileiro - Casado
Esta entrada foi publicada em -Atitude, -Editorial. Adicione o link permanente aos seus favoritos.